“Duplicar a BR-470 é prioridade de Estado, como já foi a duplicação da BR-101”, afirma candidato a governador Gelson Merisio em Blumenau

A segunda-feira (27) foi mais um dia especial para a coligação “Aqui é Trabalho”, com ações pela cidade de origem do candidato a vice-governador João Paulo Kleinübing (DEM), que circulou por Blumenau com o candidato a governador Gelson Merisio (PSD) em uma série de agendas. Pela manhã, concederam entrevistas em rádios e jornais e visitaram o Parque Vila Germânica. No início da tarde, houve uma reunião com empresários na ACIB.

A prioridade absoluta definida em todas as conversas é a duplicação do principal acesso de toda região. “A BR-470 transcende a questão do Vale do Itajaí. É uma conquista necessária para Santa Catarina como um todo, necessária para avançarmos como ferramenta de integração. Não teríamos uma conquista maior hoje”, afirmou Merisio, destacando a importância da cobrança pela conclusão da rodovia e o peso que senadores com experiência terão nesse processo, como os candidatos ao Senado da aliança, Raimundo Colombo (PSD) e Esperidião Amin (PP).

Enxugamento da máquina pública – Merisio também fez questão de destacar suas propostas de cortar 1.200 dos 1.400 cargos comissionados e extinguir todas as antigas secretarias regionais. A proposta do candidato é fortalecer as associações de municípios na representação das definições de prioridades locais. “Temos que fazer 100% das ações municipalizadas. Estado tem que incentivar o desenvolvimento, enquanto o município realiza as ações na ponta”, afirmou.

“Nosso candidato tem coragem de propor e fazer uma redução de sua própria estrutura burocrática para entregar mais em serviço público”, afirmou João Paulo Kleinübing, candidato a vice-governador, que fez questão de lembrar também que Merisio, enquanto presidente da Alesc, já cortou 50% do número total de servidores efetivos do Legislativo catarinense, ao reduzir de 818 para 407.

“Último ciclo contundente de gestão do Estado quem fez foi o pai do João Paulo, há cerca de 30 anos, o Vilson Kleinübing, que propôs ‘governar o governo’”, lembrou Merisio. Destacando que em 2019 se aproxima a necessidade de mais uma renovação dos ciclos de gestão pública, agora pela imposição das novas tecnologias.

O governador do Vale – “Não existirá uma dupla que tenha mais interesse que o governo dê certo. O João Paulo Kleinübing será tão governador quanto eu. Aqui para o Vale do Itajaí ele será o governador efetivo que definirá as obras e quando elas acontecerão”, afirmou Merisio em reunião na Associação Comercial e Industrial de Blumenau (ACIB). Eles se reuniram com o chamado G6, grupo das seis principais entidades empresariais da cidade e região.

Para Merisio, “o governo estadual precisa ser tão empreendedor quanto os próprios catarinenses” e assumir compromissos como o de não aumentar impostos de forma nenhuma. Ele acredita que há espaços para aumentar a eficiência e a produtividade do setor público, em especial com o enxugamento da máquina.

Foto de Luis Debiasi