Candidato a governador Gelson Merisio se mostra o mais preparado no penúltimo debate antes das eleições

Merisio, que lidera a coligação “Aqui é trabalho”, destacou pilares do seu Plano de Governo ao responder questionamentos dos adversários

O penúltimo debate antes da eleição ao Governo do Estado, realizado pela RIC Record na tarde deste sábado (29), mostrou que o candidato Gelson Merisio (PSD) é o mais preparado para assumir o cargo em 2019. Em pouco mais de 1 hora de debate, o candidato da coligação “Aqui é Trabalho” apresentou suas propostas e respondeu, de forma transparente e clara, os questionamentos dos adversários. Participaram do debate todos os candidatos de partidos que tem mais de cinco representantes eleitos no Congresso Nacional: Carlos Moisés (PSL), Décio Lima (PT), Jessé Pereira (Patriota), Leonel Camasão (PSOL) e Mauro Mariani (MDB).

“Primeiro, precisamos pagar melhor os professores. Depois aplicar muito mais tecnologia no ensino. O ensino médio precisa já ajudar a definir uma vocação. Em Blumenau, já foram formados mais de 4 mil jovens em tecnologia e não é à toa que a cidade é hoje um polo de inovação”, disse Gelson Merisio sobre Educação, destacando que o modelo pode e deve ser replicado em todas as regiões.

Na gestão pública, Merisio destacou sua proposta que passa pelo fim da geografia das urnas. “Precisamos romper com o modelo que nos trouxe até aqui. Sem criticar o passado, olhando para frente. Até porque Santa Catarina vai bem hoje nos indicadores. Mas o próximo passo é cortar 1.200 dos 1.400 cargos comissionado e extinguir as regionais”, afirmou o candidato, complementando: “Vamos construir um processo com equipes bem montadas, técnicas e enxutas. Menos funcionários administrativos e mais servidores na ponta com polícia na rua, médicos e enfermeiros no atendimento de Saúde”.

 

Foto de Luis Debiasi

 

A quebra de sistemas impostos há décadas é um dos diferenciais do candidato, que não tem receio em nadar contra a corrente para fazer aquilo que acredita ser correto. “Eu combati privilégios e apliquei gestão na Alesc. O que nos permitiu devolver R$ 300 milhões para o governo investir em Saúde, Educação e Segurança”, destacou Merisio. Ele também conseguiu aprovar, enquanto presidente do Legislativo, a redução do percentual de repasses mensais que a Casa recebe do governo estadual – a primeira vez na história em que uma medida como essa foi feita.

Para a ampliação do desenvolvimento econômico, Merisio traz uma proposta simples e clara, que praticamente não demanda recursos públicos. “Temos quase R$70 bilhões em processos parados nas gavetas para análise dos órgãos ambientais. O Instituto do Meio Ambiente (IMA) irá crescer exponencialmente para darmos vazão a essa demanda, para dizer rapidamente sim ou não, com segurança jurídica”, afirmou Merisio, destravando o investimento privado em Santa Catarina. Merisio afirma que o rigor da resposta deve ser o mesmo já aplicado hoje, mas a velocidade para dar um retorno precisa vencer a burocracia e ser realizada de forma eficiente. “Se um investimento privado for negado, ele simplesmente vai migrar para uma outra área em seguida. O que não podemos é deixar ele parado por falta de resposta”, explica Merisio.

 

Foto de Luis Debiasi

 

Unidade na avaliação dos candidatos da aliança

Todos os candidatos da majoritária demonstraram sua concordância com o fato de Gelson Merisio ter sido o melhor no debate da RIC. “Hoje, com certeza absoluta, o Merisio está preparado para ser o melhor governador. E, pelo que vi e sei, é o único que sabe dizer como vai fazer cada uma das propostas que apresenta”, afirmou Raimundo Colombo (PSD), candidato ao Senado da coligação “Aqui é Trabalho”.

“Os programas de TV e essa participação no debate têm mostrado que o Merisio é o mais preparado. Pela sua trajetória como presidente da Associação Empresarial de Xanxerê, da Facisc, do Sebrae e da Assembleia Legislativa. Mas, sobretudo, pelas suas propostas corajosas, diretas e claras para Santa Catarina”, avaliou o candidato a vice-governador João Paulo Kleinübing (DEM). Também candidato ao Senado na chapa majoratária, o ex-governador Esperidião Amin (PP) completa as avaliações. “Quem prestou atenção nesse debate e nos demais sabe que o Merisio tem mais conteúdo e está melhor preparado para governar Santa Catarina.”

 

Foto de Luis Debiasi